Sindicato em

Notícias

Notícias

O total de 13 prefeituras cearenses encerram o mês de outubro de 2018 em débito com os profissionais médicos. O levantamento, realizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio da Campanha Devedômetro, divulgado desde janeiro de 2017 as gestões municipais em atraso com as remunerações médicas. Esse número já chegou a 31 gestões inadimplentes. Mas, por meio da firme atuação do Sindicato, através de negociações administrativas e/ou medidas judiciais cabíveis, muitos municípios já sanaram seus débitos. Figuram no Devedômetro do mês setembro as Prefeituras de: Acarape, Aracati, Baturité, Catunda, Chaval, Cruz, Icó, Limoeiro do Norte, Marco, Mulungu, Pacajus, Quixadá e Ubajara. 

Leia mais: Devedômetro: 13 prefeituras cearenses encerram setembro em débito com médicos

Devedômetro: 13 prefeituras cearenses encerram agosto em débito com médicos

Saíram do Devedômetro
De janeiro de 2017 a setembro deste ano, 21 municípios que tinham débitos com médicos cumpriram seus compromissos e saíram do Devedômetro. São eles: Aiuaba, Acopiara, Aracoiaba, Arneiroz, Beberibe, Canindé, Caridade, Carnaubal, Fortaleza, Guaraciaba do Norte, Horizonte, Jaguaruana, Juazeiro do Norte, Madalena, Maranguape, Meruoca, Missão Velha, Pacoti, Potengi, Saboeiro e São Benedito.

Sobre o Devedômetro
A campanha funciona assim: o Sindicato é acionado por médicos cujas remunerações estão em atraso; após checada a denúncia, a entidade tenta resolver o problema de forma administrativa, através de sua Assessoria Jurídica; esgotadas as negociações no âmbito administrativo, são tomadas as medidas judiciais cabíveis para assegurar o respeito ao trabalho médico e feita a divulgação dos “maus pagadores e devedores” através das redes sociais oficiais e portal do Sindicato dos Médicos. Tal divulgação, sempre no primeiro dia útil de cada mês, refere-se aos débitos do mês anterior.

Como acionar o Sindicato
Os médicos cujas remunerações, por parte de órgãos públicos, estejam em atraso ou sofrendo reduções, devem comunicar tais fatos, imediatamente, ao Sindicato dos Médicos através dos seguintes canais: email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.; e Canal do Médico, aplicativo para smartphones, disponível tanto para IOS como para Android, respectivamente, na Apple Store e no Google Play.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

 

Notícias

O Sindicato dos Médicos do Ceará lança, nesta quinta-feira (01), a campanha “Contra abuso de poder e perseguição. A favor da saúde”, tendo em vista os últimos acontecimentos de retaliação sofrida por profissionais médicos ao denunciarem o descaso do poder público na prestação de serviços de saúde.

Leia mais: Sindicato Lança Campanha "Médico Satisfeito: Só O Prefeito" E Convoca Categoria Para Assembleia Que Visa Decidir Sobre Paralisação

A campanha contempla, dentre outras ações: a distribuição de outdoors nas principais ruas e avenidas de Fortaleza (Av. Barão de Studart - próximo ao Palácio da Abolição; cruzamento das ruas Leonardo Mota e Vicente Linhares; Av. Washington Soares - em frente ao antigo Siará Hall; Av. Washington Soares - próximo à Cavalaria da Polícia Militar; e Av. Sebastião de Abreu - em frente à loja Leroy Merlin); veiculação de spot na programação da rádio Tribuna Band News FM 101,7; e posts em redes sociais.

Das mídias

Os outdoors apresentam a seguinte mensagem:
“Se fosse governador, quem você tiraria dos corredores do HGF?
Os pacientes? Ou a médica que fez a denúncia?
Contra abuso de poder e perseguição. A favor da saúde”.

Já o spot traz o recado abaixo: 

“Você sabia que todos os dias dezenas de pacientes são internados nos corredores do HGF em condições desumanas?
Você sabia que uma médica que trabalhava lá há mais de 20 anos, acabou de ser afastada por denunciar essa situação?
Você sabia que o Governador Camilo Santana não quer que você saiba deste fato e por isso tenta calar os profissionais?
Uma campanha do Sindicato dos Médicos contra abuso de poder e perseguição. E a favor da saúde”.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

Notícias

Nesta quarta-feira (31), 247 pacientes estão nos corredores dos quatro maiores hospitais públicos de Fortaleza. Apenas no Hospital Geral de Fortaleza (HGF), são 122 pessoas que aguardam por um leito digno para ter acesso ao seu direito à saúde. Este número é do Corredômetro, levantamento criado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, em parceria com a Associação Médica Cearense (AMC), no dia 21 de abril de 2015, para divulgar e compartilhar com a sociedade o descaso das autoridades com a saúde pública, o que traz sofrimento para pacientes e profissionais da área.

Leia mais: Corredômetro: mais de 270 pacientes estão nos corredores de quatro hospitais de Fortaleza

Corredômetro: cerca de 300 pacientes estão nos corredores de apenas cinco hospitais de Fortaleza

Desde dezembro de 2016, o Corredômetro – antes publicado diariamente e, depois, nos dias úteis – passou a ser divulgado somente no último dia útil de cada mês, como um recorte da realidade mensal da saúde pública. Para tanto, uma ronda é feita, 'in loco', em unidades como o Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS) e Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM).

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

Notícias

Atento a toda e qualquer forma de desrespeito à categoria médica e à prestação digna de serviços de saúde para a população, o Sindicato dos Médicos do Ceará foi informado, na última segunda-feira (29), que o Projeto de Consulta de Retorno, implantado pela operadora de saúde Hapvida foi suspenso. A resposta ocorre após a entidade oficiar e realizar reunião junto à empresa sobre as graves ilegalidades que envolvem o serviço.

Leia mais: Sindicato dos Médicos do Ceará apoia reivindicações contra operadora de saúde realizadas por entidade pernambucana

Segundo ofício encaminhado ao Sindicato pela operadora de saúde, “diante das dúvidas que a ferramenta gerou a este Sindicato, bem como a fim de evitar qualquer espécie de desgaste, a Hapvida suspendeu temporariamente a sua utilização, até que seja realizada uma nova reunião com o Sindicato dos Médicos do Ceará”.

A ferramenta citada tem como proposta, conforme denúncias recebidas pela entidade, prestar consultas médicas online. Serviço este proibido pelo Código de Ética Médica, devido, em especial, aos riscos que os pacientes enfrentam em decorrência de não serem consultados por um médico presencialmente.

O presidente do Sindicato, Dr. Edmar Fernandes, destaca que a entidade, cujo compromisso é agir sempre em defesa da categoria médica e da população, está cumprindo o seu papel ao não aceitar um serviço que não preza pela segurança do paciente e do médico. “Recebemos a denúncia e prontamente acionamos a Hapvida. A consulta precisa ser realizada presencialmente pelo profissional. É inaceitável esse tipo de serviço”, enfatiza.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

Notícias

O Sindicato dos Médicos do Ceará apoia as denúncias divulgadas pelo Sindicato dos Médicos de Pernambuco (SIMEPE) acerca das reclamações recebidas quanto ao desrespeito à categoria médica e, sobretudo, aos usuários da operadora de saúde citada em nota emitida pela entidade pernambucana.

Leia mais: Ortopedistas e traumatologistas atuantes junto à Unidas são convocados para AGE na próxima terça

O apoio é justificado tendo em vista o Sindicato dos Médicos do Ceará receber rotineiramente denúncias semelhantes, a exemplo dos anestesistas que trabalham em condições inadequadas, colocando em risco a vida de pacientes. Ciente do seu dever de agir em prol da garantia de direitos da categoria médica e da população, o Sindicato dos Médicos do Ceará já está tomando todas as medidas cabíveis para solucionar este e tantos outros casos graves que comprometem o exercício pleno da atividade médica e a segurança dos usuários de determinadas operadoras de saúde.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

Notícias

O Sindicato dos Médicos do Ceará recebeu, nesta sexta-feira (26), mais uma denúncia de desligamento sem justificativa de um profissional médico. Desta vez, o Dr. Rodrigo Ferreira Gomes foi despedido, sem aviso prévio, na manhã dessa quinta-feira (25), do Hospital Maternidade João Ferreira Gomes, no município de Itapajé, local onde atuava há seis anos como clínico-geral e médico de saúde da família. Diante dessa situação abusiva, o Sindicato oficiará a Prefeitura Municipal de Itapajé e a direção do hospital, solicitando esclarecimentos acerca do ocorrido, a fim de tomar as medidas cabíveis para que o profissional não seja prejudicado. 

Previous Next
Notícias

O Sindicato dos Médicos do Ceará repudia veementemente a retaliação sofrida pela médica pediatra e neonatologista, ex-presidente desta entidade, Dra. Mayra Pinheiro, por parte da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (SESA), em virtude de grave denúncia realizada pela profissional diante da precariedade no atendimento prestado pelo Hospital Geral de Fortaleza (HGF), cuja responsabilidade é do Governo do Estado.

Em denúncia feita ao sindicato, a médica disse estar impedida de exercer o seu trabalho na unidade. “Após divulgar imagens na qual denuncio a indignidade dos pacientes que estão internados nos corredores do HGF, recebo a notificação de que a partir de hoje eu não poderia mais prestar meus serviços como pediatra na instituição”, denuncia. O vídeo no qual revela a situação já tem mais de 50 mil visualizações e mais de 1600 compartilhamentos nas redes sociais.

A médica denuncia há mais de três anos o descaso das autoridades com a saúde pública, sendo responsável pela criação do Corredômetro, levantamento que revela o número de pacientes internados nos corredores dos maiores hospitais públicos do Estado. Somente no mês de setembro, 123 pessoas sofriam nos corredores do HGF aguardando um leito adequado e digno para ter acesso ao seu direito à saúde.

Diante dessa situação inaceitável, o Sindicato dos Médicos do Ceará, ciente do seu dever de trabalhar pela qualidade dos serviços públicos de saúde e em defesa da dignidade da vida humana como um todo, solicitará esclarecimentos acerca do ocorrido e tomará todas as providencias cabíveis no sentido de resguardar a profissional de todo e qualquer abuso de poder por parte da gestão estadual, assim como também assegurar seus direitos como cidadã e evitar que novos atos de retaliação aconteçam contra outros profissionais médicos.

Assinam também esta nota de repúdio o Sindicato dos Médicos de Alagoas, o Sindicato dos Médicos da Paraíba, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia -Sbot , a Sociedade Cearense de Radiologia, o Colégio Brasileiro de Cirurgiões - CBC, a Federação Médica Brasileira – FMB e a Associação dos Médicos do Ceará-AMC.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

Notícias

Em apoio à campanha Outubro Rosa e seguindo às ações do Programa Sindicato Cidadão, o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Dr. Edmar Fernandes, foi convidado para ministrar palestra sobre os cuidados e a prevenção ao câncer de mama, na manhã desta sexta-feira (26), no Centro de Semiliberdade Mártir Francisca, em Fortaleza, para os familiares dos internos. A atividade faz parte da Manhã do Abraço, uma ação de iniciativa da diretoria da instituição, realizada na última sexta-feira de cada mês, em que os adolescentes levam até quatro pessoas da família para participar de um momento de interação socioeducativa e de acolhimento. 

Previous Next
Notícias

O Sindicato dos Médicos do Ceará e o médico Dr. Tiago Gomes, secretário geral da entidade, foram condecorados, na última quinta-feira (18), com a VII Comenda Jornal do Médico, uma iniciativa dos editores da Revista Jornal do Médico, canal de comunicação sobre Medicina, Direito e Saúde, e da diretoria da Associação Médica Cearense - AMC. A ação aconteceu durante a solenidade de abertura do XXX Outubro Médico, realizado no Centro de Eventos do Ceará, e que teve como objetivo principal a valorização da categoria e a difusão científica.

Notícias

O presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Dr. Edmar Fernandes, participou, na última sexta-feira (19), da abertura do XXX Outubro Médico, um evento que reúne grandes nomes da medicina, realizado anualmente pela Associação Médica Cearense – AMC, voltado para a difusão científica e que, neste ano, contou com o apoio de universidades do Ceará. A ação, que tem como um dos objetivos a valorização da classe médica, aconteceu da noite de quinta-feira (18), com uma solenidade de abertura, a sábado (20), no Centro de Eventos do Estado do Ceará.

Leia mais: Jurídico em Ação: Assessoria Jurídica do Sindicato dos Médicos aprimora conhecimentos no II Congresso Brasileiro de Direito Sindical

Sindicato Itinerante: palestra sobre planejamento financeiro para médicos e estudantes de medicina é realizada em Sobral

Durante a abertura das atividades, Dr. Edmar Fernandes, Dr. Carmelo Leão, e Dr. Helvécio Neves, respectivamente presidentes do Sindicato dos Médicos do Ceará, da Associação Médica Cearense – AMC, e do Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará - CREMEC, entidades representativas da categoria, ressaltaram a importância da valorização profissional e sobre o que as entidades podem fazer pela classe médica.

Na ocasião, Dr. Edmar Fernandes destacou a forte atuação do Sindicato na defesa do trabalho médico para o desenvolvimento de uma saúde pública mais digna e justa para os profissionais e a população.

Segundo ele, eventos como esse são de extrema importância para a classe médica, tendo em vista a ampla discussão científica e a valorização dos profissionais. “Enquanto representante da categoria, o Sindicato dos Médicos do Ceará trabalha pela promoção, valorização e defesa da atividade médica, alinhado aos anseios da sociedade, sempre buscando a melhoria contínua da saúde em nosso Estado. Por isso, não medimos esforços para servir não apenas à classe médica, mas também à população, zelando pela saúde e dignidade de todos”, enfatizou.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo---sindmed-2018---branco.png

Receba nossos Boletins

Não enviamos Spams!