Devedômetro: 16 municípios cearenses terminam o mês de dezembro devendo salário dos médicos; veja detalhes

O mês de dezembro de 2021 encerrou com 16 municípios cearenses devendo o salário dos médicos: Acarape, Aracati, Aracoiaba, Alto Santo, Baturité, Catunda, Chaval, Limoeiro do Norte, Maranguape, Mulungu, Icó, Itapipoca, Ipueiras, Pacajus, Pires Ferreira e Quixadá.

Confira os detalhes do período em atraso de cada município:

Acarape: agosto de 2016; outubro, novembro e dezembro de 2020
Alto Santo: dezembro de 2020
Aracati: março de 2019
Aracoiaba: novembro e dezembro de 2019
Baturité: agosto de 2016
Catunda: setembro de 2016
Chaval: dezembro de 2017 a maio de 2018
Icó: dezembro de 2016
Ipueiras: dezembro de 2020
Itapipoca: outubro e novembro de 2019
Limoeiro do Norte: 2012; novembro e dezembro de 2016
Maranguape: dezembro de 2020
Mulungu: agosto, setembro e outubro de 2015
Pacajus: 2016; outubro, novembro e dezembro de 2021
Pires Ferreira: outubro de 2012
Quixadá: dezembro de 2020

Em novembro, 18 municípios estavam devendo aos médicos, com a inclusão de Caucaia e Uruburetama. O Devedômetro é realizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará desde janeiro de 2017 para divulgar as cidades que não honram com os pagamentos dos profissionais. A lista já chegou a contabilizar 31.

A orientação do Sindicato para os médicos é que passem a documentar os plantões para comprovações futuras. Em caso de prejuízos salariais, deve-se procurar imediatamente a entidade para que as providências sejam tomadas.

Como acionar o Devedômetro

O Devedômetro funciona da seguinte forma: o Sindicato é acionado por médicos cujas remunerações estão em atraso. Após checar a denúncia, a entidade tenta resolver o problema de forma administrativa, através do seu Departamento Jurídico. Esgotadas as negociações no âmbito administrativo, são tomadas as medidas judiciais cabíveis para assegurar o respeito ao trabalho médico e feita a divulgação dos “maus pagadores e devedores” através das redes sociais oficiais e portal do Sindicato dos Médicos. Tal divulgação, sempre no primeiro dia útil de cada mês, refere-se aos débitos do mês anterior.

Os médicos cujas remunerações, por parte de órgãos públicos, estejam em atraso ou sofrendo reduções, devem comunicar tais fatos, imediatamente, ao Sindicato dos Médicos.

Fonte: Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará      

Assine nossa newsletter

Fique atualizado sobre todas as notícias e oportunidades!

Fale Conosco