Sindicato dos Médicos do Ceará alerta para repouso médico precário nas unidades de saúde do Estado

Com 80 anos de atuação e referência em prol da valorização da categoria médica e da Medicina de qualidade, o Sindicato dos Médicos realiza, constantemente, fiscalização sobre para identificar precariedades no repouso médico dos profissionais do Estado. Entretanto, no Ceará, esse cenário deixou de ser novidade e tornou-se realidade. “Banheiros sem pia e teto desabando sob os colchões. Tais realidades estão atreladas ao local de descanso dos médicos no Instituto Dr. José Frota (IJF), em março de 2021, e no Hospital de Maracanaú, em abril de 2020”, aponta o presidente do Sindicato dos Médicos, Leonardo Alcântara.

Importante na rotina de atividades dos profissionais da saúde, o repouso médico tem o objetivo de fortalecer o sistema para se preparar para uma nova jornada de trabalho. Entretanto, é necessário que o local destinado seja adequado, em condições dignas para oferecer o mínimo de descanso, uma vez que esse é um direito que precisa ser garantido, principalmente neste momento de pandemia da Covid-19 em que os médicos estão com uma carga horária exaustiva.

“Diante diversas denúncias de médicos, o Sindicato chama a atenção da sociedade e autoridades para mostrar o quão precário são os locais destinados ao repouso médicos nas unidades de saúde do Ceará”, esclarece o Dr. Leonardo.

Fonte: Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

Assine nossa newsletter

Fique atualizado sobre todas as notícias e oportunidades!

Fale Conosco