Sindicato em

Notícias

Notícias

97 pessoas estavam nos corredores dos maiores hospitais públicos de Fortaleza. Número é o menor desde o lançamento do Corredômetro

O Corredômetro registrou 97 pessoas internadas nos corredores dos cinco maiores hospitais públicos de Fortaleza, no último dia 31 de janeiro. O número é considerado o menor desde o seu lançamento, em abril de 2015. Criado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, o levantamento tem como objetivo divulgar e compartilhar com a sociedade as dificuldades enfrentadas por pacientes e profissionais da área.

Leia mais: Corredômetro: cerca de 180 pacientes terminaram o ano nos corredores dos maiores hospitais públicos de Fortaleza

Corredômetro: cerca de 180 pacientes estão nos corredores dos maiores hospitais públicos de Fortaleza. HGF é destaque na redução do número de leitos nos corredores

Três unidades de saúde chamam atenção quanto à redução no número de pessoas alocadas nos corredores. No Hospital Infantil Albert Sabin (Hias), a quantidade de crianças em macas nos corredores foi zerada; no Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, o número passou de uma média de 43 pessoas para 10 pacientes; e no Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto, o número registrado caiu de 52 para 8 pacientes em macas nos corredores.

“As reduções são muito significativas. O HGF é outro hospital que está registrando essas diminuições. A unidade é uma das contempladas com o Projeto Lean, do Governo Federal, que está colaborando nesse trabalho de gestão. Quanto aos outros hospitais, soubemos de mudanças relacionadas aos processos de internações e de aberturas de novos leitos. Continuarem acompanhando e torcemos para que tudo continue caminhando”, destaca Dr. Edmar Fernandes, presidente do Sindicato.

Desde dezembro de 2016, o Corredômetro – antes publicado diariamente e, depois, nos dias úteis – passou a ser divulgado somente no último dia útil de cada mês, como um recorte da realidade mensal da saúde pública. Para tanto, uma ronda é feita, 'in loco', em unidades como o Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS) e Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM).

Projeto Lean

O Projeto Lean nas Emergências, que tem como objetivo reduzir a superlotação dos serviços de urgência e emergência do SUS, chega ao 4º ciclo. Para essa fase, foram selecionados 40 hospitais de 18 Estados. A partir de fevereiro, essas unidades de saúde começam a receber as visitas das equipes do Hospital Sírio-Libanês, parceiro do Ministério da Saúde no Lean nas Emergências.Nos últimos seis meses, mais 20 hospitais do SUS participaram do 3º ciclo do Projeto Lean nas Emergências.

As unidades apresentaram um resultado médio de redução de 43% do indicador de superlotação, 39% no tempo para chegada em um leito de internação hospitalar e 37% na redução do tempo de passagem pela urgência até a alta. Isso significa, que o paciente que busca atendimento nessas emergências fica em média quase 12 horas a menos no pronto-socorro, considerando o período desde a entrada na unidade.No Ceará, já estão no Projeto: o Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), o Hospital Regional do Cariri (HRC), o Hospital de Messejana e agora o Instituto Dr. José Frota (IJF).

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

 

logo-sindmed-2018-branco-rodape.png

Rua Pereira Filgueiras, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br
Horário de atendimento: 8h às 12h e 13h às 17h, de segunda a sexta-feira 

 

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.