Sindicato em

Notícias

Notícias

Sindicato dos Médicos do Ceará se reúne com presidentes das Sociedades de Cardiologia e Terapia Intensiva para debater sobre a implantação da Telemedicina no Hospital Monte Klinikum

O Sindicato dos Médicos do Ceará recebeu, nesta segunda-feira (18), a Dra. Maria Tereza Sá Leitão Ramos Borges, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia - Regional Ceará (SBC-CE), e o Dr. Joel Isidoro Costa, presidente da Sociedade Cearense de Terapia Intensiva (SOCETI), com o objetivo de discutir sobre a nova sistemática de atendimento adotada na emergência cardiológica do Hospital Monte Klinikum, em Fortaleza, que prevê a dispensa de plantonistas cardiologistas de suas funções e a substituição dos profissionais pela Telemedicina, atendimento médico à distância.

Leia mais: Comunicado sobre a informação de que os cardiologistas do Hospital Monte Klinikum poderão ser substituídos pela Telemedicina

Sindicato dos Médicos do Ceará, da Paraíba e da Bahia iniciam ações para suspender Resolução do Conselho Federal de Medicina n° 2227/2018

A implementação da tecnologia está se baseando na Resolução n° 2227/2018 do Conselho Federal de Medicina (CFM), cuja previsão autoriza os médicos brasileiros a realizarem consultas online, telecirurgias, telediagnóstico, dentre outras formas de atendimento médico à distância. Contudo, a norma ainda não está em vigor, tendo em vista as inúmeras ações que seguem sendo promovidas por diversas entidades questionando pontos importantes envolvendo o assunto.

Segundo o presidente do Sindicato, Dr. Edmar Fernandes, a decisão do hospital coloca em risco a segurança dos profissionais e, especialmente, dos pacientes, tendo em vista que a unidade de saúde afirma que não oferecerá mais um cardiologista presencial. “O paciente será atendido por um clínico geral que entrará em contato remotamente com um cardiologista de outro Estado, ou seja, estará recebendo atendimento de emergência à distância por intermédio de um médico não especialista. É uma situação grave que precisa ser devidamente debatida com todas as entidades médicas e sociedade”, destaca o gestor.

O presidente da SOCETI, Dr. Joel Isidoro Costa, informa que o hospital persiste no erro ao afirmar que os médicos plantonistas da Unidade Coronariana (UCO), a qual também é considerada uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), estarão como retaguarda para o setor de Emergência. “A dupla função do médico da UCO desobedece ao disposto na Resolução CREMEC nº 12/97, a qual determina que a equipe seja exclusiva da UTI, e na Resolução CREMEC nº 14/2011, que regulamenta a atuação dos médicos plantonistas hospitalares. Há também grave ofensa ao disposto na RDC ANVISA 7/2010, caracterizando crime sanitário, e igualmente passível de denúncia à Vigilância Sanitária”.

O Sindicato dos Médicos do Ceará informa que várias medidas estão sendo adotadas, junto ao Sindicato dos Médicos da Paraíba e da Bahia, a fim de suspender a Resolução. Na segunda-feira (11), a entidade ajuizou Ação Ordinária, com pedido de Tutela de Urgência, em face do Conselho Federal de Medicina (CFM), para conter a Resolução.

As entidades compreendem a importância da tecnologia na Medicina, desde que essa implantação seja debatida com os Conselhos Regionais, entidades médicas, profissionais e sociedade civil, sobretudo, tendo em vista as consequências graves que tal Resolução representa à saúde da população e à segurança do médico.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo-sindmed-2018-branco-rodape.png

SINDICATO DOS MEDICOS DO ESTADO DO CEARA
CNPJ: 06.915.268/0001-30
Rua Pereira Filgueira, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / (85) 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br
Horário de atendimento: 8h às 17h, de segunda a sexta-feira 

 

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.