Sindicato em

Notícias

Notícias

Violência atinge mais uma unidade de saúde. Em apenas 15 dias, Sindicato envia 17º ofício ao poder público solicitando medidas eficazes de segurança

Mais uma noite de terror foi vivida por profissionais e pacientes em uma unidade de saúde de Fortaleza. Três criminosos armados invadiram e roubaram todos que estavam na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Jangurussu, na madrugada desta quarta-feira (16).  Denúncias recebidas pelo Sindicato dos Médicos do Ceará relatam que após renderem o segurança da unidade, os bandidos roubaram os pertences dos profissionais e pacientes, ameaçaram atear fogo na unidade e nos carros dos funcionários e mandaram parar o atendimento.

 Leia mais:  Sem segurança, profissionais e pacientes são roubados na UPA do bairro Itaperi

Toque de recolher: posto de saúde na Sapiranga é fechado por ordem de criminosos

Sindicato dos Médicos denuncia toque de recolher em Posto de Saúde no bairro Quintino Cunha

Segundo Boletim de Ocorrência (B.O), o qual a entidade teve acesso, no momento da ação criminosa, havia cerca de 100 pessoas aguardando atendimento e 42 profissionais. Um dos pacientes e um dos três seguranças que trabalham desarmados na unidade teriam, inclusive, sido agredidos por um dos criminosos.

Esta, infelizmente, é mais uma situação triste e preocupante pela qual profissionais da saúde e população precisa enfrentar ao buscar garantir o seu direito de atendimento médico. “Recebemos, a todo instante, denúncias de médicos apavorados com tanta violência nas unidades de saúde. A situação já saiu do controle. E, infelizmente, as autoridades responsáveis pela garantia da segurança pouco fazem para proteger os profissionais e a população”, destaca Dr. Edmar Fernandes, presidente do Sindicato dos Médicos.

Em apenas 15 dias, o Sindicato dos Médicos já enviou 16 ofícios às autoridades responsáveis solicitando que sejam implementadas medidas eficazes que garantam segurança aos profissionais e pacientes. Em mais uma tentativa de acionar e sensibilizar os órgãos responsáveis quanto à garantia de segurança nas unidades de saúde, o Sindicato dos Médicos do Ceará oficiou, nesta quarta-feira (16), novamente, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), o Conselho Regional de Medicina (CREMEC), o Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH) e a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo-sindmed-2018-branco-rodape.png

Rua Pereira Filgueiras, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br
Horário de atendimento: 8h às 12h e 13h às 17h, de segunda a sexta-feira 

 

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.