Sindicato em

Notícias

Notícias

Devedômetro: 11 Municípios cearenses permanecem em débito com os médicos

O Devedômetro de novembro mostra que 11 Prefeituras do Ceará continuam em débito com os médicos. São elas: Baturité, Caridade, Catunda, Chaval, Icó, Juazeiro do Norte Limoeiro do Norte, Maranguape, Mulungu, Pacajus e Quixadá. Nesta semana, por conta de atrasos no pagamento, defasagem salarial e falta de estrutura para atendimento, médicos da UPA de Juazeiro pediram demissão em massa. Os pedidos de demissão seguem acontecendo a todo momento. O Município sofre ainda com o fechamento de 31 postos de saúde e um hospital público, restando apenas a UPA para o atendimento à população que soma cerca de 300 mil habitantes, podendo chegar em época de romaria a mais de 1 milhão pessoas.. 

O levantamento dos débitos é realizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio da Campanha Devedômetro, que divulga desde janeiro de 2017 as gestões municipais em atraso com as remunerações médicas. Esse número já chegou a 31 cidades inadimplentes, mas com o trabalho da entidade em negociações administrativas e/ou medidas judiciais cabíveis, muitos Municípios já sanaram os seus débitos.

Leia mais: Devedômetro: 10 Municípios cearenses permanecem em débito com os médicos

Devedômetro: 10 Prefeituras cearenses continuam em débito com os médicos

Saíram do DevedômetroDe janeiro de 2017 a abril de 2019, 23 municípios que tinham débitos com médicos cumpriram seus compromissos e saíram do Devedômetro. São eles: Acopiara, Aiuaba, Aracati, Aracoiaba, Arneiroz, Beberibe, Canindé, Carnaubal, Caridade, Cruz, Fortaleza, Guaraciaba do Norte, Horizonte, Jaguaruana, Juazeiro do Norte, Madalena, Meruoca, Missão Velha, Pacoti, Potengi, Saboeiro, São Benedito e Ubajara.

Sobre o Devedômetro
A campanha funciona assim: o Sindicato é acionado por médicos cujas remunerações estão em atraso; após checada a denúncia, a entidade tenta resolver o problema de forma administrativa, através de sua Assessoria Jurídica; esgotadas as negociações no âmbito administrativo, são tomadas as medidas judiciais cabíveis para assegurar o respeito ao trabalho médico e feita a divulgação dos “maus pagadores e devedores” através das redes sociais oficiais e portal do Sindicato dos Médicos. Tal divulgação, sempre no primeiro dia útil de cada mês, refere-se aos débitos do mês anterior.

Como acionar o DevedômetroOs médicos cujas remunerações, por parte de órgãos públicos, estejam em atraso ou sofrendo reduções, devem comunicar tais fatos, imediatamente, ao Sindicato dos Médicos por meio dos seguintes canais: e-mail; e Canal do Médico, aplicativo para smartphones, disponível tanto para IOS como para Android, respectivamente, na Apple Store e no Google Play.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

 

logo---sindmed-2018---branco.png

Rua Pereira Filgueiras, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br
Horário de atendimento: 8h às 12h e 13h às 17h, de segunda a sexta-feira 

 

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.