Sindicato em

Notícias

Notícias

Após ser oficiada por Sindicato, direção do HIAS implanta novos leitos de UTI e reforça equipes nos setores de maior demanda

Em resposta ao ofício enviado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará requerendo providências sobre casos de superlotação, falta de leitos e de médicos suficientes e a demora no atendimento no Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), a direção da unidade informou, nessa segunda-feira (25), por meio de ofício, que foram feitas algumas adaptações para melhorar a assistência aos pacientes e garantir condições dignas de trabalho aos profissionais. 

Leia mais: Em resposta à solicitação de reforço do corpo clínico nas unidades de saúde, SMS responde que fortalecerá equipes da Atenção Primária

Sindicato em ação: ISGH regulariza pagamentos dos salários atrasados de médicos contratados pelo Instituto

Sindicato em ação: Hospital Mental de Messejana soluciona vazamento de água ocorrido no setor de emergência

A solicitação foi encaminhada à direção do hospital e à Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa), na última sexta-feira (22), após o Sindicato receber denúncias graves de que a falta de médicos para atender a demanda no local estava prejudicando o atendimento às crianças, inclusive que estavam nos corredores e em estado grave, colocando em risco, segundo a denúncia, a vida dos pacientes. Além disso, a situação também atingiu os profissionais os quais encontravam-se sobrecarregados e tendo o trabalho comprometido.

Segundo o documento, por consequência da alta demanda de pacientes graves foram implantados “oito novos leitos de terapia intensiva, quatro leitos adicionais na Unidade de Pacientes Especiais (crônicos em ventilação mecânica), permitindo maior rotatividade dos leitos de UTI pediátrica. Todas as equipes foram reforçadas, mantendo cinco médicos para pacientes internados nas enfermarias da emergência, três médicos na reanimação/UTI e três médicos no Pronto-Atendimento”.

O documento citado informa ainda que “todas as medidas adotadas têm ocorrido com conhecimento e aval da Secretaria de Saúde do Estado, que vem acompanhando com a direção a realidade da emergência e juntos estamos buscando soluções para a situação”.

Diante da situação, o Sindicato permanecerá atento às novas adaptações para que sejam contínuas e assim possam garantir atendimento digno às crianças, sobretudo as que estejam em estado grave, como também estrutura adequada de trabalho para os profissionais.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo---sindmed-2018---branco.png

Rua Pereira Filgueiras, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.