Sindicato em

Notícias

Previous Next
Notícias

Toque de recolher: posto de saúde na Sapiranga é fechado por ordem de criminosos

O Sindicato dos Médicos do Ceará recebeu, nesta segunda-feira (7), denúncias de que bandidos ordenaram toque de recolher em várias unidades de saúde de Fortaleza e mandaram fechar as portas do Posto de Saúde Monteiro de Morais, no bairro Sapiranga. Os relatos incluem ainda uma ordem “das cores”, no Posto de Saúde Casemiro de Lima Filho, na Barra do Ceará, na qual a ameaça é de que as pessoas devem ficar dentro do local, sem opção de irem para casa. Apavorados, funcionários passaram mal, com crises de pânico, sobretudo, por estarem vulneráveis à ação de criminosos. 

Leia mais: Denúncia: posto de saúde no bairro Itaperi é fechado após ordem de criminosos

Sindicato dos Médicos denuncia toque de recolher em Posto de Saúde no bairro Quintino Cunha

Prefeito de Fortaleza não atende solicitação do Sindicato e postos de saúde continuam sem segurança

Diante da gravidade da situação, o presidente do Sindicato Dr. Edmar Fernandes, que recebeu as denúncias, segue cobrando das autoridades competentes uma medida urgente que possa combater a violência instalada na cidade. “A criminalidade, que vem aterrorizando a população, precisa ser combatida o mais urgente possível. Não podemos permitir que a violência tome conta do nosso Estado e paralise os serviços, principalmente, os da saúde. A gestão e os órgãos de segurança precisam intervir para garantir o mínimo de segurança à população e aos profissionais de saúde, que precisam estar seguros para atender a demanda dos pacientes”, argumenta.

Em virtude da inércia da gestão pública do Estado, diante das inúmeras tentativas a fim de buscar medidas de segurança para as unidades, mais uma vez, o Sindicato oficiará além da Prefeitura Municipal de Fortaleza e da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os batalhões da Polícia Militar dos bairros mais atingidos pela violência, no intuito de solicitar policiamento fixo para as unidades de saúde.

Saúde precisa de segurança

A importante mobilização ganhou força à medida que a Prefeitura não apresentou proposta sobre a pauta de reivindicações da categoria, a despeito das inúmeras tentativas de negociação dos profissionais com a gestão, via atuação do Sindicato, por meio do diálogo propositivo, mobilizações e ações da Campanha Saúde Precisa de Segurança, cujo objetivo é alertar as autoridades e a sociedade sobre a insegurança de pacientes e médicos no exercício da profissão. Inclusive, ciente da gravidade da situação, o Sindicato solicitou, em julho de 2017, à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS), a inclusão de unidades de saúde – com recorrentes casos de violência registrados – no Programa “Ceará Pacífico”.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo---sindmed-2018---branco.png

Rua Pereira Filgueiras, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.