Sindicato em

Notícias

Notícias

Em nota publicada no jornal O Estado do dia 11 de dezembro, foi divulgado o reajuste do valor da referida contribuição, que passou de R$ R$ 576,44 para R$ 662,91, em virtude da necessidade de readequação financeira do Sindicato, após a aprovação da Lei 13.467/2017 – denominada Reforma Trabalhista –, que desobrigou a categoria do pagamento do Imposto Sindical, o que gerou uma perda de receita considerável à entidade. O reajuste foi aprovado em Assembleia Geral Ordinária realizada no dia 19 de novembro. O vencimento da Contribuição Sindical ocorre conforme o mês na qual foi realizada a sindicalização.

O presidente do Sindicato, Dr. Edmar Fernandes, enfatiza a importância da Contribuição Social: “é a maneira de a entidade garantir o envolvimento do médico nas iniciativas do Sindicato e na manutenção das ações desenvolvidas com relação à busca da valorização e defesa profissional e da Saúde”.

Vantagens de ser sócio

A Contribuição Social destina-se ao fortalecimento da entidade que, legitimamente, representa a classe médica nos constantes embates, visando assegurar aos profissionais o pleno desempenho ético da Medicina, melhores condições de trabalho e de remunerações. Por isso, além de trabalhar intensamente pela promoção da atividade médica e, consequentemente, pela melhoria contínua da Saúde no Ceará e no Brasil, o Sindicato também busca renovar e ampliar convênios e serviços para levar mais benefícios que proporcionem segurança, tranquilidade, orientação e condições exclusivas aos associados à entidade.

Dentre os serviços oferecidos pela entidade aos seus associados estão a Assessoria Jurídica, com equipe de advogados à disposição para atender e orientar os filiados que, no exercício profissional, precisam de suporte civil, criminal, trabalhista e ético disciplinar; e o desconto de até 40% nos planos de saúde da Unimed Fortaleza para o médico e os seus dependentes.
O associado pode conferir todos os parceiros e benefícios no site.

Em caso de extravio

Em caso de não recebimento, perda ou extravio do Boleto, os associados devem solicitar, até cinco dias úteis antes da data de vencimento, a emissão da segunda via diretamente ao Sindicato (Rua Pereira Filgueiras n° 2020, 9º andar, no bairro Aldeota, Fortaleza-CE), pelo telefone (85) 3261.4788, ou ainda por meio do e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Confira abaixo o edital na íntegra:

edital novo reajuste

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

Notícias

O presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, Dr. Edmar Fernandes, reuniu-se, na manhã dessa quarta-feira (11), com o secretário de saúde de Horizonte, Everardo Cavalcante Domingos, para discutir sobre a situação dos profissionais que atuam no município. A visita foi motivada em virtude de reclamações recebidas pela entidade quanto às condições do exercício do trabalho médico.

Notícias

O Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio de seu presidente Dr. Edmar Fernandes, manifesta a sua posição contrária à Proposta de Emenda à Constituição nº 196/2019, que dá nova redação ao art. 8°da Constituição Federal, altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, cria o Conselho Nacional de Organização Sindical (CNOS) e traz de volta a obrigatoriedade do Imposto Sindical.
A entidade considera a PEC um grave atentado contra todos os avanços conquistados com a Reforma Trabalhista e Lei de Liberdade Econômica. O instrumento, caso aprovado, poderá ainda ser utilizado como meio de controle das categorias e dos Sindicatos, que devem atuar de maneira independente conforme as demandas das classes.
O Sindicato dos Médicos do Ceará acredita sempre no poder de escolha, de liberdade; e trabalhará firme para que os direitos conquistados não sofram nenhum retrocesso.

Dr. Edmar Fernandes
Presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará

Notícias

Médicos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Juazeiro do Norte pediram demissão em massa, nesta quarta-feira (04). Os pedidos de demissão seguem acontecendo a todo momento. Com salários atrasados e sem aumento salarial há sete anos, os profissionais desistiram de aguardar a Prefeitura e solicitaram o desligamento da unidade. A cidade já sofre com o fechamento de 31 postos de saúde e do hospital público, restando apenas a UPA para o atendimento à população que soma cerca de 300 mil habitantes, podendo chegar em época de romaria a mais de 1 milhão pessoas.

Notícias

O Sindicato dos Médicos do Ceará acionou, nesta terça-feira (03), o Ministério Público do Trabalho do Ceará denunciando a Prefeitura de Fortaleza que optou por realizar Seleção Pública para a contratação por tempo determinado de médicos por meio do Edital nº 147/2019 para atuação no Programa Saúde da Família (PSF). A contratação dos aprovados ficará submetida ao regime jurídico-administrativo cuja validade será de um ano, prorrogável por mais um ano. A escolha pela Seleção Pública fere o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) n° 115/2014, firmado nos autos do Inquérito Civil n° 995/2013, no qual o Município se compromete a realizar Concurso Público para a área da saúde.

Notícias

O Devedômetro de novembro mostra que 11 Prefeituras do Ceará continuam em débito com os médicos. São elas: Baturité, Caridade, Catunda, Chaval, Icó, Juazeiro do Norte Limoeiro do Norte, Maranguape, Mulungu, Pacajus e Quixadá. Nesta semana, por conta de atrasos no pagamento, defasagem salarial e falta de estrutura para atendimento, médicos da UPA de Juazeiro pediram demissão em massa. Os pedidos de demissão seguem acontecendo a todo momento. O Município sofre ainda com o fechamento de 31 postos de saúde e um hospital público, restando apenas a UPA para o atendimento à população que soma cerca de 300 mil habitantes, podendo chegar em época de romaria a mais de 1 milhão pessoas.. 

O levantamento dos débitos é realizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio da Campanha Devedômetro, que divulga desde janeiro de 2017 as gestões municipais em atraso com as remunerações médicas. Esse número já chegou a 31 cidades inadimplentes, mas com o trabalho da entidade em negociações administrativas e/ou medidas judiciais cabíveis, muitos Municípios já sanaram os seus débitos.

Leia mais: Devedômetro: 10 Municípios cearenses permanecem em débito com os médicos

Devedômetro: 10 Prefeituras cearenses continuam em débito com os médicos

Saíram do DevedômetroDe janeiro de 2017 a abril de 2019, 23 municípios que tinham débitos com médicos cumpriram seus compromissos e saíram do Devedômetro. São eles: Acopiara, Aiuaba, Aracati, Aracoiaba, Arneiroz, Beberibe, Canindé, Carnaubal, Caridade, Cruz, Fortaleza, Guaraciaba do Norte, Horizonte, Jaguaruana, Juazeiro do Norte, Madalena, Meruoca, Missão Velha, Pacoti, Potengi, Saboeiro, São Benedito e Ubajara.

Sobre o Devedômetro
A campanha funciona assim: o Sindicato é acionado por médicos cujas remunerações estão em atraso; após checada a denúncia, a entidade tenta resolver o problema de forma administrativa, através de sua Assessoria Jurídica; esgotadas as negociações no âmbito administrativo, são tomadas as medidas judiciais cabíveis para assegurar o respeito ao trabalho médico e feita a divulgação dos “maus pagadores e devedores” através das redes sociais oficiais e portal do Sindicato dos Médicos. Tal divulgação, sempre no primeiro dia útil de cada mês, refere-se aos débitos do mês anterior.

Como acionar o DevedômetroOs médicos cujas remunerações, por parte de órgãos públicos, estejam em atraso ou sofrendo reduções, devem comunicar tais fatos, imediatamente, ao Sindicato dos Médicos por meio dos seguintes canais: e-mail; e Canal do Médico, aplicativo para smartphones, disponível tanto para IOS como para Android, respectivamente, na Apple Store e no Google Play.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

 

Notícias

Médicos aprovados no concurso público do Instituto Dr. José Frota, realizado pela Prefeitura de Fortaleza, em 2015, foram convocados para assumir os seus cargos. A convocação está publicada no Diário Oficial do Município nº 16636 do último dia 25 de novembro. O Sindicato dos Médicos acompanha o processo, tendo atuado administrativamente junto ao poder público para que o certame seja legalmente obedecido.

Notícias

O total de 181 pacientes estão internados nos corredores dos cinco maiores hospitais públicos de Fortaleza: Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS) e Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM). Os números, que revelam a realidade da saúde pública do Estado do Ceará, faz parte do Corredômetro, levantamento criado e divulgado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, em parceria com a Associação Médica Cearense (AMC), com o objetivo de compartilhar com a sociedade a situação difícil enfrentada por quem precisa de saúde pública.

Leia mais: Corredômetro: cerca de 180 pacientes estão nos corredores dos maiores hospitais públicos de Fortaleza. HGF é destaque na redução do número de leitos nos corredores

Corredômetro: cerca de 150 pacientes estão nos corredores dos maiores hospitais públicos de Fortaleza

Corredômetro

Desde dezembro de 2016, o Corredômetro – antes publicado diariamente e, depois, nos dias úteis – passou a ser divulgado somente no último dia útil de cada mês, como um recorte da realidade mensal da saúde pública. Neste ano, devido à grave situação em várias unidades de saúde na Capital e região metropolitana, as UPAs também entraram nessa estatística, sobretudo por estar sendo obrigadas a realizar atendimentos fora do seu perfil, como a internação de pacientes graves em locais inadequados.

Para tanto, uma ronda é feita, 'in loco', em importantes unidades de saúde, como o Instituto Dr. José Frota (IJF), Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Hospital Infantil Albert Sabin (HIAS), Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinto (HSM) e em algumas UPAs, a exemplo das referidas acima.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo---sindmed-2018---branco.png

Rua Pereira Filgueiras, 2020, 9º Andar - Aldeota
CEP: 60160-194 / Fortaleza - CE
Fone: (85) 3261-4788 / 98956-5419
Email: atendimento@sindmedce.org.br
Horário de atendimento: 8h às 12h e 13h às 17h, de segunda a sexta-feira 

 

Receba os nossos Boletins de Notícias!

Não enviamos Spam! Fique atento ao seu e-mail.