Sindicato em

Notícias

Notícias

Jurídico em Ação: Sindicato notifica entidades sobre suspensão de atendimentos na emergência do Hospital de Messejana

O Sindicato dos Médicos do Ceará, por meio de sua Assessoria Jurídica, notifica, nesta sexta-feira (3), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), o Conselho Regional de Medicina do Ceará (Cremec) e a Direção do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (Hospital de Messejana) solicitando esclarecimentos e providências sobre a decisão de suspender, no período das 13h de quinta-feira (2) até às 13h de sábado (4), os atendimentos a pacientes de busca espontânea, com exceção dos casos de infarto agudo do miocárdio com supra, bloqueio atrioventricular total sintomático ou risco imediato de morte.

Leia mais: Jurídico em Ação: médicos são convocados a pleitear indenização por ilegalidade em contratações

No Hospital De Messejana, Cirurgia Cardíaca É Realizada Em Meio A Fungos E Lagartixa

A notificação do Sindicato acontece depois de a entidade tomar ciência do Memorando nº 70/2018 encaminhado, nessa quinta-feira (2), pela Direção Geral do Hospital de Messejana, à Chefia da Unidade de Emergência. Segundo o documento, a medida tem o objetivo de proteger os pacientes internados e os profissionais de saúde que atuam no referido setor, “em função da total incapacidade de atendimento da demanda explosiva da Emergência, caracterizada pela inexistência de sequer um leito vago e após aquiescência do Sr. Secretário Estadual de Saúde, Dr. Henrique Javi”.

O memorando informa, ainda, que, ao procurar o Hospital de Messejana, os pacientes fora dos critérios determinados serão encaminhados para outras unidades de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) de Fortaleza.

“Estamos solicitando esclarecimentos sobre a situação apontada, pois é de suma importância que o Hospital funcione em sua plenitude, atendendo toda a demanda da população e que aos profissionais de Saúde seja resguardada a estrutura para um atendimento digno e com qualidade. Não é justo que nem profissionais e, nem pacientes, sejam penalizados”, ressalta o presidente do Sindicato dos Médicos, Dr. Edmar Fernandes.

Corredômetro

A decisão demonstra a situação enfrentada pela Saúde no Ceará. Na última terça-feira (31), o Corredômetro revelou que 337 pacientes estavam dispostos em leitos inadequados, ‘alocados’ nos corredores dos cinco maiores hospitais de Fortaleza. Destes, um total de 101 pacientes encontravam-se nos corredores do Hospital de Messejana.

O Corredômetro é um levantamento criado e divulgado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, em parceria com a Associação Médica Cearense (AMC), em 2015, para compartilhar com a sociedade o descaso das autoridades com a Saúde Pública, o que traz sofrimento para pacientes e profissionais da área.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sindicato dos Médicos do Ceará

logo---sindmed-2018---branco.png

Receba nossos Boletins

Não enviamos Spams!